domingo, 18 de novembro de 2007

Ponte S. Vicente - Sinalização Índice A

Qualquer projecto, por mais analisado e controlado que seja, tem normalmente alguns erros e ou omissões, que só são detectados durante a fase de execução. Esses erros ou omissões detectados são assinalados e comunicados ao projectista para que seja feita uma correção ao desenho, atribuindo-se um novo índice. Este processo, por vezes, é um pouco demorado porque existem varias trocas de correspondencia entre as partes envolvidas no projecto.

Mas na Guiné-Bissau, ao contrário do todos pensavamos, este processo necessita apenas de umas horas.
Quando começamos com a construção do estaleiro de apoio á ponte de S. Vicente, tivemos alguns problemas, relacionados com a demora da chegada de materiais vindos de Portugal. Alguns desses materiais eram sinais de transito para sinalizar as obras em curso.
Mas havia que colocar "mãos á obra" e com ou sem sinais de transito os trabalhos não podiam parar e com um "projecto de recurso" tudo se foi resolvendo.
Na entrada norte do estaleiro o "projectista/guarda" (ver foto) que desenhou a "sinalização provisoria", no seu desenho de emissão - Índice 0, ao colocar a inscrição " I S.T.P " gerou alguma confusão nos trabalhadores que ali passavam. Uns diziam em crioulo
..." i Só Trabalhadores do Ponte"
..." i Só Trabalha Pouco"
..." i S'eu Tambem Pidi"
..." i Só Trabalhador Preto"
..." i Só Transito Pesado"
entre outras coisas mais.

Mas o nosso "projectista/guarda", ao ver a confusão, rapidamente faz uma correção ao seu projecto e no desenho - Índice A mudou a inscrição para " I S.ToP ", o que fez sossegar as pessoas.


O estaleiro esse está montado...




1 comentário:

Leonel disse...

lol!!!
S.TOP?? serventes top?! hehe

Abraço e Bom trabalho
(Leonel Silva)